Tempo São Paulo, SP

JORNAL DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DE SÃO PAULO

Últimas Notícias

Anteprojeto sobre químicos em debate

10/18
12:36 2018

Em seminário, representantes de governos, das Nações Unidas e da sociedade discutam anteprojeto de lei sobre avaliação e controle de substâncias perigosas para a saúde e para o meio ambiente.



Especialistas envolvidos na elaboração do Anteprojeto de Lei sobre substâncias químicas reuniram-se nesta quarta-feira (17) para apresentar a iniciativa à sociedade. O debate ocorreu no Seminário sobre o Fortalecimento Institucional para o Gerenciamento Adequado de Substâncias Químicas no Brasil, realizado na Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), em Brasília.

 

O objetivo do anteprojeto é catalogar e avaliar o controle das substâncias químicas mais perigosas para a saúde e para o meio ambiente, além de apresentar um programa para fortalecer a gestão ambientalmente adequada desses materiais. A previsão é que o documento seja enviado à Casa Civil nos próximos meses.

 

A partir de um cadastro de substâncias, o anteprojeto visa criar um Inventário Nacional de Substâncias Químicas. No catálogo, entrarão dados como a identificação do fabricante ou importador, a identificação da substância, usos recomendados, faixa de volume e classificação de perigos GHS (sigla para Sistema Globalmente Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos).

IMPACTO

 

Na abertura do seminário, a secretária substituta de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental do MMA, Celina Xavier de Mendonça, frisou que a importância do evento está vinculada ao tipo de vida levado atualmente. “É impossível viver sem os químicos. Os bônus são a qualidade de vida e facilidades como telefones celulares, computadores e cosméticos. O ônus é que não há absolutamente nada que seja produzido pela indústria que não tenha sua contraparte, que é, em geral, o que fazer com aquilo que não usamos, os rejeitos”, explicou.

 

Dar vazão correta ao que não se usa dentro da indústria química é necessário não só para evitar danos ambientais e à saúde das pessoas, mas também financeiros. “Essa é uma questão extremamente séria, não só para o Brasil, mas para o mundo todo”, salientou. “Em um mundo cada vez mais unido por todos os meios de comunicação e transporte, não há como trabalhar isoladamente esse tema”, acrescentou.

 

O Brasil assinou vários acordos internacionais sobre o tema e tem conduzido colaboração próxima com a Argentina. Desde 2012, o MMA vem trabalhando na regulamentação das substâncias químicas industriais, especialmente no cadastro dos produtos. Já se sabe a quantidade de produtos. O essencial, agora, é descobrir quais substâncias são essas e quais efeitos podem provocar.

 

AVANÇOS

 

Denise Hamú, representante das ONU Meio Ambiente no Brasil, ressaltou que, sob a liderança do MMA, o Brasil fez avanços significativos nos últimos anos para cumprir obrigações ambientais. “Destaco o desenvolvimento e a apresentação do Plano Nacional de Implementação atualizado para Convenção de Estocolmo sobre Poluentes Orgânicos Persistentes, incluindo um novo POPs (Poluentes Orgânicos Persistentes)”, comentou.

 

O Brasil, de acordo com Hamú, estabeleceu um forte mecanismo de coordenação para a gestão de substâncias químicas, denominado Comissão Nacional de Segurança Química (Conasq). “Quando se trata de regulamentação química, o Brasil estabeleceu esquemas e instrumentos regulatórios para disciplinar algumas substâncias, aplicações e usos específicos, como mercúrio metálico, pesticidas, aditivos alimentares, cosméticos e outros”, enumerou.

 

A fim de preencher essa lacuna, o Brasil iniciou discussões que culminaram no abrangente projeto de lei. No documento, há o registro, a avaliação e gerenciamento de riscos de produtos químicos industriais, bem como as sanções ao não cumprimento e as responsabilidades institucionais de sua execução. “Embora no projeto de lei tenha sido estabelecido papeis e responsabilidades claras para indústria e governo, é necessário fortalecer a capacidade institucional para implementar a lei e alcançar a boa gestão de produtos químicos no Brasil”, completou Hamú.

 

COMITÊ

 

Além do MMA, os ministérios da Saúde, do Trabalho e da Indústria formam o Comitê Técnico e o Comitê Deliberativo do AntePL. O trabalho também teve a participação de representantes da sociedade civil, doadores, organizações internacionais, como a ONU Meio Ambiente, e de governos de países como Canadá, Argentina e Suécia.

 

Para Letícia Reis de Carvalho, coordenadora-geral de Qualidade Ambiental do MMA, a gestão ambientalmente adequada das substâncias químicas é parte indissociável do desenvolvimento sustentável. “Sem isso, não é possível se falar na plena implementação da Agenda 2030”, justificou.

 

De acordo com ela, a ideia também é ter instrumentos legais que permitam alocar esforços tanto no governo quanto no setor produtivo. “Vamos agir em um momento preventivo, em que as decisões sobre aquilo que é produzido passam a ser pensadas com antecedência ao longo de todo seu ciclo de vida, para fazermos opções acerca dos materiais antes que eles venham a alcançar nosso meio ambiente e trazer riscos à sociedade”, explicou Letícia.

 

SAIBA MAIS

 

A importância de uma lei para as substâncias químicas:

 

- Para conhecer as substâncias químicas do mercado brasileiro

- Estabelecer mecanismos eficientes para avaliação de seus riscos

- Estabelecer regras de forma sistemática para restringir substâncias que gerem risco

- Definir claramente os mandatos das instituições competentes pelo controle

- Aumentar a confiança da população quanto às substâncias e produtos que circulam no mercado nacional

 


Fonte: Portal MMA

 

 

Comentários (0)

Escreva um comentário





Comentários


Mais Notícias

Pará sedia seminário de educação ambiental Leia Mais!
MMA assina acordo para proteger Caatinga, Pampa e Pantanal Leia Mais!
Brasil apresenta avanços em convenção sobre biodiversidade Leia Mais!
PREMIAÇÃO PROJETO REVIVA O ÓLEO 2018 Leia Mais!
Menos desperdício, mais conscientização Leia Mais!
Por ações ligadas ao meio ambiente, Asia Shipping recebe Selo Verde Leia Mais!
Ibama desativa garimpos ilegais em dois parques nacionais no PA Leia Mais!
Fundo Amazônia atinge 1 bilhão em desembolsos Leia Mais!
Iniciativa mostra como aproveitar alimentos Leia Mais!
Oficina: áreas prioritárias para conservação da Mata Atlântica Leia Mais!
MMA promove semana contra desperdício de alimentos Leia Mais!