Tempo São Paulo, SP

Últimas Notícias

Integração para proteger as águas do país

09/06
14:03 2018

Seminário regional reúne representantes de estados do Centro-Oeste, instituições e sociedade civil para revitalização de recursos hídricos.



Integrar e mobilizar instituições e a sociedade civil para dar continuidade ao processo de elaboração do Programa Nacional de Revitalização de Bacias Hidrográficas é o objetivo do seminário “O Brasil que cuida de suas águas – Arco das Nascentes e Bioma Cerrado”.

 

O encontro começou hoje (4/9), no auditório do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), com palestras, e termina amanhã, com oficinas temáticas. A meta é conservar, preservar e recuperar os rios brasileiros.

 

O secretário de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, Jair Tannús Júnior, ressaltou que a atual crise hídrica demonstra que que a gestão das águas exige uma abordagem abrangente e integrada.

 

“Esperamos que nesse seminário possamos avançar na integração e mobilização de parceiros estratégicos, além de identificar experiências de êxito e receber contribuições que possam ser agregadas ao Programa de Revitalização das Bacias Hidrográficas”, comentou Tannús.



INTEGRAÇÃO

 aguass

Participaram do encontro o secretário-executivo substituto do MMA, Welles Matias de Abreu; os secretários do Meio Ambiente do Distrito Federal, Felipe Augusto Fernandes Ferreira; de Tocantins, Leonardo Sette Cintra; e de Goiás, Hwaskar Fagundes; além dos representantes do MPDFT e da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

 

“Estamos em alerta vermelho! As mudanças climáticas e o aquecimento global são exemplos que evidentes que dificultam nossa meta de conservar nascentes e fazer o uso adequado da água”, disse o representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic.

 

No primeiro dia, foram apresentados temas como a relação do Programa Nacional de Revitalização de Bacias Hidrográficas e a Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável; o Arco das Nascentes do Brasil: território e oportunidades; Cerrado: cenários, desafios, normoses e percepção; Metrópoles e os desafios do ambiente urbano; e o papel do Ministério Público no contexto da revitalização de bacias hidrográficas.

 

“Entendemos que a recuperação e preservação dos rios brasileiros alia diversas agendas e políticas públicas, a cargo do MMA e de outros ministérios, instituições do poder público e da sociedade civil”, reforçou o secretário Tannús, acrescentando que é preciso reconhecer as conexões entre a água, o solo, as florestas, o clima e a importância desse conjunto para o desenvolvimento sustentável.



 


Fonte: Portal MMA

 

 

Comentários (0)

Escreva um comentário





Comentários


Mais Notícias

Brasil e Argentina firmam cooperação para segurança química Leia Mais!
Encontro discute regiões hidrográficas do Sul Leia Mais!
Aprovada resolução para manejo de fauna silvestre e exótica Leia Mais!
Ação brasileira contribui para combate à mudança do clima Leia Mais!
Mais recursos para revitalizar a região do Velho Chico Leia Mais!
Operação resgata 118,5 mil peixes de lagoas ameaçadas Leia Mais!
R$ 228 milhões para expandir energias renováveis Leia Mais!
Desafios para a gestão dos recursos hídricos no país Leia Mais!
Interáguas fortalece gestão das águas Leia Mais!
Brasil pode ter seu primeiro sítio misto reconhecido pela Unesco Leia Mais!
Governo diferenciará desmatamento legal do ilegal Leia Mais!