Tempo São Paulo, SP

Últimas Notícias

Em pauta, normas para eletroeletrônicos

07/25
12:22 2018

Grupo de Trabalho apresenta minuta de regulamentação do uso de substâncias perigosas utilizadas em brinquedos e celulares, entre outros 



O Grupo de Trabalho (GT) instituído no âmbito da Comissão Nacional de Segurança Química (Conasq), para propor um instrumento de regulamentação de controle e uso de substâncias perigosas em equipamentos eletroeletrônicos (EEE), apresentou nesta segunda e terça-feira (23 e 24) uma minuta de normativo. O GT é coordenador pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA).



O texto foi submetido a uma primeira avaliação conjunta dos integrantes do GT, formado por representantes de órgãos do governo federal, entidades da sociedade civil e representantes da indústria. Nos próximos dias 23 e 24 de agosto, eles voltam se encontrar em Brasília para concluir os ajustes e definir a proposta que deverá ser apresentada ao Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) ainda neste semestre.



Entre as iniciativas do GT, incluídas na minuta, está a restrição do uso nos equipamentos eletroeletrônicos das substâncias chumbo (Pb), cádmio (Cd), mercúrio (Hg), cromo hexavalente (Cr(VI)), polibromato binefil (PBB), éter difenil-polibromato (PBDEs) e 4 ftalatos.



Contidas na composição de EEE - como lâmpadas, brinquedos, celulares, computadores, geladeira, ar-condicionado, entre outros - essas substâncias podem contaminar pessoas (trabalhadores das fábricas e consumidores), por meio da exposição e pelo contato com a pele e inalação, e o meio ambiente (solo e lençóis freáticos), por meio do descarte inadequado.



Podem acarretar, inclusive, a contaminação atmosférica por causa de sua queima descontrolada, como ocorre em muitos países subdesenvolvidos, para onde é comum a exportação desses equipamentos quando inservíveis.



A minuta de normativo discutida na reunião do GT, que ocorreu no MMA, é baseada na Diretiva 2011/65/EU, emitida sua primeira versão em 2003 pelo Parlamento e pelo Conselho da União Europeia, conhecida como RoHS (sigla em inglês para Restrictions of the use of Certain Hazardous Substances). Por isso, a proposta já está sendo chamada de "RoHS brasileira".



 


Fonte: Portal MMA

 

 

Comentários (0)

Escreva um comentário





Comentários


Mais Notícias

Brasil e Argentina firmam cooperação para segurança química Leia Mais!
Encontro discute regiões hidrográficas do Sul Leia Mais!
Aprovada resolução para manejo de fauna silvestre e exótica Leia Mais!
Ação brasileira contribui para combate à mudança do clima Leia Mais!
Mais recursos para revitalizar a região do Velho Chico Leia Mais!
Operação resgata 118,5 mil peixes de lagoas ameaçadas Leia Mais!
R$ 228 milhões para expandir energias renováveis Leia Mais!
Desafios para a gestão dos recursos hídricos no país Leia Mais!
Interáguas fortalece gestão das águas Leia Mais!
Brasil pode ter seu primeiro sítio misto reconhecido pela Unesco Leia Mais!
Governo diferenciará desmatamento legal do ilegal Leia Mais!