Tempo São Paulo, SP

Últimas Notícias

País impulsiona economia de baixo carbono

06/01
13:50 2018

Com investidores, ministro Edson Duarte declara que reforçará ações para o desenvolvimento sustentável. Emissões de carbono já caíram 40%.



O Brasil vai aproveitar todas as oportunidades de desenvolvimento sustentável proporcionadas pelo enfrentamento à mudança do clima. O ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte, destacou nesta terça-feira que o país vai mobilizar recursos para consolidar a economia de baixo carbono em território nacional. A declaração ocorreu no Fórum de Investimentos Brasil 2018, que ocorre em São Paulo e é transmitido online pelas redes sociais até esta quarta-feira (30/05).



O objetivo é trabalhar em conjunto com os segmentos produtivos para impulsionar tanto o desenvolvimento quanto a redução de emissões de carbono. De acordo com Edson Duarte, setores como a pecuária e a soja têm papel importante para o país e são fundamentais para a sustentabilidade. “Chamamos à participação todos os setores, público e privado, nacional e internacional, na construção de um novo modelo de desenvolvimento”, declarou.



O potencial produtivo e os resultados alcançados pelo país na área ambiental também foram destacados por Edson Duarte. Entre eles, está a redução do desmatamento e de quase 40% das emissões de gases de efeito estufa, entre 2005 e 2015. O ministro também ressaltou que o Brasil está entre os países com as matrizes energética e elétrica mais limpas do mundo, ao mesmo tempo em que aumenta a participação das fontes renováveis.



VANTAGENS



A iniciativa privada também reconheceu as vantagens do Brasil frente aos demais países em relação à economia de baixo carbono. A presidente do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Marina Grossi, afirmou que o setor produtivo tem discutido vários mecanismos para investir na sustentabilidade. “O Brasil é privilegiado. Precisamos ter essa percepção para não deixar escapar as oportunidades”, avaliou.



O incentivo às energias limpas, segundo Edson Duarte, está entre essas oportunidades. Com os investidores no Fórum, o ministro enfatizou a Política Nacional de Biocombustíveis (Renovabio), que vai reduzir as emissões de carbono do país por meio da expansão sustentável da produção e participação dos biocombustíveis. “Entendemos que atender ao acordo climático nos faz mais competitivos, com a certeza de estarmos trilhando caminhos seguros”, defendeu.



As declarações ocorreram no painel destinado a discutir as oportunidades de investimento em uma economia de baixo carbono. Também participaram desse debate o presidente da Apex-Brasil, Roberto Jaguaribe, e a presidente da Indústria Brasileira de Árvores (IBA), Elizabeth Carvalhaes.



 


Fonte: Portal MMA

 

 

Comentários (0)

Escreva um comentário





Comentários


Mais Notícias

Acordo fortalece gestão hídrica no país Leia Mais!
Convenção sobre mercúrio é promulgada Leia Mais!
Acordo reforça proteção na Amazônia Leia Mais!
Emissões do Brasil não justificam otimismo com meta de 2020 Leia Mais!
MMA oferece nove cursos a distância Leia Mais!
Mudança climática trará mais mortes por ondas calor; Brasil preocupa Leia Mais!
Publicadas normas de ordenamento pesqueiro Leia Mais!
Brasil reforça medidas para áreas marinhas Leia Mais!
Aquecimento duplicou chance de onda de calor europeia Leia Mais!
Brasil sedia encontro sobre aves migratórias Leia Mais!
Áreas prioritárias da AM serão atualizadas Leia Mais!