Tempo São Paulo, SP

Últimas Notícias

MMA recupera áreas degradadas no Piauí

05/21
12:20 2018

Estratégia de combate à desertificação e redução da vulnerabilidade climática começará a ser implantada no estado a partir desta segunda.



O Piauí receberá medidas de combate à desertificação e redução da vulnerabilidade climática. Começará na próxima segunda-feira (21) a implementação, em solo piauiense, da Unidade de Recuperação de Áreas Degradadas (Urad), uma estratégia do Ministério do Meio Ambiente (MMA) que leva intervenções ambientais, sociais e produtivas para o semiárido brasileiro. A comunidade do Sítio Salvador, em Santo Antônio de Lisboa (PI), será a primeira atendida no estado.



O diretor de Desenvolvimento Rural Sustentável e Combate à Desertificação do MMA, Valdemar Rodrigues, estará na região para apresentar como a estratégia será executada. Pela Urad, estão previstas medidas como a construção de barragens e técnicas de recuperação e conservação do solo, além do incentivo ao potencial produtivo dos moradores das comunidades. Também é prevista a construção de fogões ecológicos e unidades sanitárias.



As metodologias da Urad serão apresentadas, até quinta-feira (24), aos técnicos da Fundação de Proteção ao Meio Ambiente e Ecoturismo do Estado do Piauí (Funpapi), que implementará a Urad na região. A organização foi selecionada por edital do MMA em cooperação com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA). Os recursos são do Fundo Nacional sobre Mudança do Clima (Fundo Clima), vinculado ao MMA.



A URAD



Lançada no ano passado, a estratégia já apresenta resultados em áreas rurais do sertão de Sergipe. Os assentamentos Florestan Fernandes e Modelo, no município Canindé de São Francisco (SE), contam, hoje, com nascentes recuperadas e barragens para evitar erosões, além de áreas de incentivo à Integração de Lavoura, Pecuária e Floresta (ILPF). Por meio da Urad, também foram construídos fogões ecológicos e cisternas em casas das comunidades.



As soluções propostas pela Urad são executadas a partir do engajamento e do envolvimento direto dos moradores. O diagnóstico identifica as potencialidades e os problemas enfrentados pela comunidade para definir como serão os trabalhos em cada região. A estratégia prevê a recuperação de área de pastagem degradada por meio de cordões de pedra, barragens sucessivas em pedra ou madeira, barragem subterrânea e outras iniciativas.



 


Fonte: Portal MMA

 

 

Comentários (0)

Escreva um comentário





Comentários


Mais Notícias

54% dos municípios têm plano de resíduos sólidos Leia Mais!
Anteprojeto sobre químicos em debate Leia Mais!
Ministro anuncia investimentos para Parque do Pau Brasil Leia Mais!
Especialistas debatem gerenciamento costeiro Leia Mais!
Brasil e Argentina firmam cooperação para segurança química Leia Mais!
Encontro discute regiões hidrográficas do Sul Leia Mais!
Aprovada resolução para manejo de fauna silvestre e exótica Leia Mais!
Ação brasileira contribui para combate à mudança do clima Leia Mais!
Mais recursos para revitalizar a região do Velho Chico Leia Mais!
Operação resgata 118,5 mil peixes de lagoas ameaçadas Leia Mais!
R$ 228 milhões para expandir energias renováveis Leia Mais!