Tempo São Paulo, SP

Últimas Notícias

Ações para preservar a fauna ameaçada

04/09
12:36 2018

Portarias criam e atualizam planos nacionais de conservação de várias espécies em extinção e oficializa conselho gestor de reserva no Pará.



O Diário Oficial da União (DOU) traz, na edição desta sexta-feira, portarias assinadas pelo presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ricardo Soavinski, aprovando e atualizando planos de ação nacional para a conservação de várias espécies da fauna ameaçadas de extinção. Uma outra portaria cria o conselho deliberativo da Reserva Extrativista (Resex) Mestre Lucindo, no Pará. O ICMBio é unidade vinculada ao Ministério do Meio Ambiente.



As portarias contemplam o sauim-de-coleira, espécies aquáticas ameaçadas de extinção da bacia do Rio Paraíba do Sul, aves marinhas (13 táxons), primatas do Nordeste e o peixe-boi marinho. Os planos, com metas e objetivos renováveis a cada cinco anos, preveem ações de manejo e conservação dos animais, envolvendo governos e diferentes setores da sociedade. A coordenação fica por conta do ICMBio.



A Resex Mestre Lucindo fica no município de Marapanim (PA), tem 26 mil hectares e busca garantir a conservação da biodiversidade dos ecossistemas de manguezais, restingas, dunas, várzeas, campos alagados, rios, estuários e ilhas, além de assegurar o uso sustentável dos recursos naturais e proteger os meios de vida e a cultura das comunidades tradicionais.



A criação do conselho representa um avanço para a unidade de conservação (UC). O colegiado, que deverá ser formado por usuários da Resex, instituições do governo e da sociedade civil e representantes das comunidades locais, terá o objetivo de discutir e decidir questões relacionadas à gestão da UC. Uma delas é o desenvolvimento do turismo de base comunitária, que pode render emprego e renda para muita gente.



PAPAGAIOS



Na mesma edição, o Diário Oficial da União (DOU) publica portaria da Secretaria de Biodiversidade do Ministério do Meio Ambiente reconhecendo a terceira semana do mês de abril como a “Semana de Estudos para a Proteção dos Papagaios e demais Psitacídeos Brasileiros”. A ideia é promover eventos públicos que alertem para a necessidade de preservar a espécie.


Fonte: Portal MMA

 

 

Comentários (0)

Escreva um comentário





Comentários


Mais Notícias

54% dos municípios têm plano de resíduos sólidos Leia Mais!
Anteprojeto sobre químicos em debate Leia Mais!
Ministro anuncia investimentos para Parque do Pau Brasil Leia Mais!
Especialistas debatem gerenciamento costeiro Leia Mais!
Brasil e Argentina firmam cooperação para segurança química Leia Mais!
Encontro discute regiões hidrográficas do Sul Leia Mais!
Aprovada resolução para manejo de fauna silvestre e exótica Leia Mais!
Ação brasileira contribui para combate à mudança do clima Leia Mais!
Mais recursos para revitalizar a região do Velho Chico Leia Mais!
Operação resgata 118,5 mil peixes de lagoas ameaçadas Leia Mais!
R$ 228 milhões para expandir energias renováveis Leia Mais!