Tempo São Paulo, SP

Últimas Notícias

Começa o 8º Fórum Mundial da Água

03/19
11:28 2018

Governo anunciará medidas de proteção e uso sustentável dos recursos hídricos. Estande do MMA terá totem interativo para adotar nascente.



O governo federal deverá anunciar uma série de medidas para a conservação ambiental no Brasil, em especial para a proteção e uso sustentável dos recursos hídricos, durante o 8º Fórum Mundial da Água, que começa neste fim de semana e segue até a sexta-feira (23) em Brasília.



Uma das iniciativas prevê a assinatura de decretos de criação e ampliação de unidades de conservação (UCs), com destaque para as Áreas de Preservação Ambiental e Monumentos Naturais de São Pedro e São Paulo (PE) e Trindade e Martin Vaz (ES).Com a criação das unidades, localizadas nos dois pontos mais extremos da costa, o Brasil atingirá o índice de 25% de áreas marinhas protegidas, superando uma das metas de Aichi, que sugere aos países a preservação de pelo menos 17% de seus mares.



Outras unidades de conservação deverão ser criadas ou ampliadas no decorrer do fórum, entre elas um parque nacional, reservas extrativistas e reserva biológica. Além disso, o governo apresentará o Plano Nacional de Fortalecimento das Comunidades Extrativistas e Ribeirinhas (Planafe).



Há ainda a expectativa de anúncio do reconhecimento dos novos sítios Ramsar brasileiros: o Rio Negro (AM), o Estuário do Amazonas e seus Manguezais (AM) e o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha (PE).



As propostas, com os devidos estudos, já foram encaminhadas ao Secretariado da Convenção das Zonas Úmidas de Importância Internacional, na Suíça, a quem cabe a decisão. O sítio Ramsar do Rio Negro será o maior do mundo.



CAMPANHA



Ainda durante o fórum, será lançada a campanha "Pato Mergulhão: Embaixador das Águas no Brasil". A ideia é preservar a ave considerada criticamente ameaçada de extinção. Segundo pesquisadores, há hoje no mundo apenas cerca de 200 exemplares da espécie, que é um bioindicador de água limpa.



Está programado, também, o lançamento do aplicativo Água Doce, com dados sobre as ações do programa do ministério que produz água de qualidade para comunidades do semiárido brasileiro. O App vai permitir interações entre usuários, gestores e a população em geral.



Afora isso, o Ministério do Meio Ambiente, as suas secretarias e autarquias vinculadas (ICMBio e Ibama) e a Agência Nacional de Águas (ANA) participarão de várias atividades paralelas durante toda a semana - mesas-redondas, debates, palestras.



O ministério manterá estande na feira próxima à Vila Cidadã, onde o público poderá conhecer, por meio de vídeos e outros materiais de divulgação, os programas e projetos do órgão. No local, haverá um toten interativo que possibilitará o cadastramento e adoção de nascentes, por meio do aplicativo "Plantadores de Rios".



O Ministério do Meio Ambiente estará presente, também, no Espaço Brasil, área reservada na Expo para a divulgação das ações do governo federal.



PARTICIPAÇÃO DO MINISTRO



O ministro Sarney Filho cumprirá ampla agenda no decorrer do fórum. Já neste domingo (18), participa da abertura da Vila Cidadã, espaço franqueado ao público com várias atrações interativas sobre produção e conservação da água.



Na segunda-feira (19), às 8h30, ele comparecerá à cerimônia oficial de abertura do fórum, que vai ocorrer no Palácio do Itamaraty, com a presença do presidente da República, Michel Temer, e demais convidados brasileiros e estrangeiros.



Nos dias seguintes, o ministro participará de painéis de alto nível, sessões especiais, reuniões multilaterais e conferências ministeriais com representantes de outros países. Em pauta, a questão dos recursos hídricos.



Em encontro programado na quinta-feira (22) com representantes da Bolívia e Paraguai, o ministro deverá assinar cooperação trinacional para a conservação e desenvolvimento sustentável do Pantanal.



Nesse mesmo dia, em outro evento, participará da assinatura pela Fundação Banco do Brasil do termo de adesão ao programa "Plantadores e Rios", do Serviço Florestal Brasileiro (SFB). O programa estimula a adoção de nascentes por pessoas e instituições,



O FÓRUM



Organizado pelo Conselho Mundial da Água, em parceria, entre outros, com o Ministério do Meio Ambiente e a Agência Nacional de Águas (ANA), o fórum é o maior evento global sobre o tema. Deverá reunir 10 mil congressistas e 45 mil visitantes. É a primeira vez que ocorre no Hemisfério Sul.Segundo os organizadores, o fórum tem como objetivos "promover a conscientização, construir compromissos políticos e provocar ações em temas críticos relacionados à água para facilitar a sua conservação, proteção, desenvolvimento, planejamento, gestão e uso eficiente, em todas as dimensões, com base na sustentabilidade ambiental, para o benefício de toda a vida na terra".



As atividades do fórum serão concentradas no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, no Eixo Monumental, e no estádio Mané Garrincha, que fica ao lado, onde foi montada megaestrutura para abrigar a Vila Cidadã, a Feira e a Expo.



A Vila e a Feira serão abertas no sábado (17) e terão entrada gratuita, com espaços interativos e muita animação. A Expo, que começa no domingo (18), será restrita aos congressistas e reunirá informações sobre governo e empresas. Já o centro de convenções ficará reservado para as reuniões de cúpula durante toda a semana.


Fonte: Portal MMA

 

 

Comentários (0)

Escreva um comentário





Comentários


Mais Notícias

Monitoramento por satélite identifica desmatamento ilegal de 2,6 mil hectares em áreas cobertas por nuvens em MT Leia Mais!
Ibama combate plantio de transgênicos em Terras Indígenas no oeste de MT Leia Mais!
Hoje é o Dia Mundial dos Oceanos Leia Mais!
Ibama identifica 1.277 animais à venda em redes sociais e realiza operação em 15 estados Leia Mais!
Congresso debate lixo zero nas cidades Leia Mais!
Semana do Meio Ambiente para você refletir, colaborar e celebrar Leia Mais!
MMA implanta novos coletores de lixo Leia Mais!
Ibama realiza maior apreensão de madeira nativa da Amazônia em SP Leia Mais!
País impulsiona economia de baixo carbono Leia Mais!
Publicada lei da compensação ambiental Leia Mais!
Concessões florestais serão monitoradas por drones Leia Mais!