Tempo São Paulo, SP

Últimas Notícias

Crise hídrica requer solução conjunta

03/15
14:30 2018

Em reunião com secretário estadual de Meio Ambiente de Goiás, Edson Duarte defende articulação entre municípios para a preservação da água.



O Cerrado brasileiro, conhecido como o berço das águas, já começa a sofrer escassez hídrica em algumas regiões. Em reunião com o secretário de Meio ambiente de Goiás, Hwascar Fagundes, realizada nesta quarta-feira, em Brasília, o secretário de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, Edson Duarte, defendeu uma ação conjunta voltada para a preservação da água nos municípios que compõem o bioma.



"É preocupante a situação enfrentada em algumas bacias", avaliou o secretário. Para ele, o Fórum Mundial da Água, que começa no próximo domingo (18), em Brasília, é a oportunidade ideal para o debate em torno de soluções para crises hídricas. O Ministério do Meio Ambiente manterá estande de atendimento no Fórum durante a semana inteira. O órgão estará divulgando suas ações em várias áreas e ouvindo todos os setores da sociedade.



Edson Duarte fez uma explanação sobre as políticas públicas desenvolvidas pelo ministério, salientando recente decisão de converter multas aplicadas pelo Ibama, em trâmite administrativo, em pagamentos por serviços ambientais. "Pedimos um levantamento sobre as multas aplicadas. Estamos analisando a possibilidade de aplicação dos recursos da conversão prioritariamente em projetos nos municípios onde ocorreram as autuações", disse.



A3P

A reunião marcou a assinatura do termo de adesão do estado de Goiás, por meio da sua Secretaria de Meio Ambiente, ao programa Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P). O secretário destacou a atuação da pasta voltada para a busca de sustentabilidade no funcionamento de órgãos públicas nas esferas estadual, municipal e federal. O programa já conta com a adesão de 340 instituições.





Pelo termo, as instituições e seus funcionários são incentivados a adotar ações sustentáveis no ambiente de trabalho. As mudanças vão desde o uso racional dos recursos naturais e bens públicos, gestão adequada dos resíduos gerados, sensibilização e capacitação até a adoção de processos de licitações sustentáveis.



O secretário falou, ainda, das ações nas áreas de educação ambiental e produção e consumo sustentáveis. Para ele, a capacitação de gestores, multiplicadores e educadores ambientais vem sendo compartilhada com os municípios de forma a agilizar a gestão ambiental local. "Estamos mais próximos, melhorando as articulações para o desenvolvimentos de projetos", salientou.


Fonte: Portal MMA

 

 

Comentários (0)

Escreva um comentário





Comentários


Mais Notícias

Semana do Papagaio alerta para conservação Leia Mais!
Ministério fortalece fiscalização na Amazônia Leia Mais!
Evento discute dessalinização e reúso de água Leia Mais!
Países fecham acordo sobre emissões da navegação Leia Mais!
Edital promove recuperação na Amazônia Leia Mais!
Brasil sedia workshop sobre desertificação Leia Mais!
Ações para preservar a fauna ameaçada Leia Mais!
Governo cria cinco unidades de conservação Leia Mais!
Brasil, Bolívia e Paraguai juntos pelo Pantanal Leia Mais!
Brasil cria duas áreas novas de proteção marinha Leia Mais!
Começa o 8º Fórum Mundial da Água Leia Mais!