Tempo São Paulo, SP

JORNAL DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DE SÃO PAULO

Últimas Notícias

Parceria promoverá adaptação na cafeicultura

01/05
14:03 2018

Ministério do Meio Ambiente e HRNS Brasil firmam cooperação para estimular práticas de adaptação à mudança do clima no setor cafeeiro.



Brasília (04/01/18) - A necessidade de identificar e divulgar mecanismos de adaptação aos impactos da mudança do clima na produção familiar e na pequena produção cafeeira brasileira levou o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e a organização não-governamental Hanns R. Neumann do Brasil a firmarem acordo de cooperação técnica na área. Estudo elaborado pelo The Climate Institute, organização que estuda o clima no mundo, estima que em 30 anos a mudança do clima poderá reduzir pela metade a área tradicional do cultivo do café. 



O documento prevê a elaboração de uma agenda comum de aprendizagem para promover a divulgação das boas práticas de adaptação e mitigação da mudança do clima no setor cafeeiro. Pelo acordo, não haverá repasses financeiros, cabendo ao MMA a identificação de parcerias para a realização de estudos que aprofundem a identificação das vulnerabilidades do setor cafeeiro aos novos tempos.



INTEGRAÇÃO



Conhecida como HRNS Brasil, a instituição sem fins lucrativos apoia mais de 140 mil famílias de pequenos produtores de café em 18 países na América Latina, África e Ásia. Atua como uma plataforma que integra produtores, indústria e órgãos de suporte, trabalhando os fatores econômicos, sociais e ambientais de forma integrada.  



O objetivo é tornar o pequeno produtor mais competitivo e prepará-lo para enfrentar os problemas da mudança do clima em sua propriedade. A ideia é capacitar pequenos agricultores e agricultores familiares a melhorar a renda e a qualidade de vida, explorando sua atividade de forma sustentável. Estima-se que o Brasil conte com 287 mil produtores de café, a esmagadora maioria mini e pequenos, responsável por 600 milhões de dólares anuais em exportações.



Com experiência de quase 25 anos nos setores de café e cacau, a organização não governamental é referência por sua eficiência em trabalhar de maneira competitiva a pequena produção familiar. No Brasil, atua nas cidades mineiras de Santo Antônio do Amparo, Nepomuceno, São Francisco de Paula, Lambari, Santa Margarida, Manhuaçu e Lavras, com previsão de expansão para a região do Cerrado e para o Espírito Santo. 


Fonte: Portal MMA

 

 

Comentários (0)

Escreva um comentário





Comentários


Mais Notícias

Projeto GEF Mar seleciona bolsistas Leia Mais!
Brasil reconhece sítios para extinção zero Leia Mais!
Educação ambiental abre cursos a distância Leia Mais!
Divulgada nova lista de espécies nativas Leia Mais!
O Mar não é pra Plástico. Leia Mais!
País realiza diálogo climático com a sociedade Leia Mais!
Ibama suspende comércio de pescado em redes atacadistas de SP por falta de comprovação da origem Leia Mais!
Campanha alerta para desperdício de alimentos Leia Mais!
Ibama, Embrapa e universidades recuperam campos degradados do Pampa no RS Leia Mais!
Desafios para a gestão dos recursos hídricos Leia Mais!
Licenciamento Ambiental Federal desenvolve metodologia para proteger rivulídeos (peixes anuais) Leia Mais!