Tempo São Paulo, SP

Últimas Notícias

Ibama forma peritos em incêndios florestais

10/20
11:46 2017

Curso no Ceará reúne 32 servidores e parceiros para estudar as origens do fogo e buscar responsáveis.



Servidores do Ibama e das secretarias de Meio Ambiente de estados do Norte, Nordeste e Centro-Oeste e entidades parceiras estão em Quixeramobim (CE), desde segunda-feira (16/10), participando de curso de perícia em incêndios florestais, promovido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O curso terá 44 horas e segue até sábado (21/10).



A investigação da causa de um incêndio florestal tem como objetivo localizar sua origem para determinar que tipo de ação o provocou. Assim, podem ser identificadas as situações de risco e aplicadas medidas preventivas eficazes, além de instruídos os processos decorrentes de crimes ambientais. A origem do incêndio é localizada por meio da interpretação dos efeitos deixados pelas chamas durante a dinâmica desenvolvida em seu percurso. A localização da origem do incêndio permite a busca das provas materiais relacionadas à sua ocorrência.



“A investigação dos incêndios florestais é uma ferramenta importante para entender porque um incêndio se inicia naquela região. Com isso compreendido, podemos planejar uma estratégia de prevenção específica e mais eficiente para as áreas investigadas”, ressaltou o chefe do Prevfogo, Gabriel Zacharias.



O curso tem, no conteúdo, os seguintes itens: combustíveis e comportamento do fogo; apresentação dos indicadores de queima; zona de confusão e dispositivos de ignição; procedimentos na investigação e súbita percepção; laudo pericial; geotecnologias aplicadas à investigação de incêndios florestais; legislação aplicada à investigação de incêndios florestais; e aulas práticas.



O servidor do Ibama/Alagoas José Antônio Barros Seixas, um dos instrutores, afirma que o curso irá capacitar os alunos a produzir um laudo pericial indicando a causa e a origem do incêndio. A aluna Noberta Ferreira, da coordenação estadual do Prevfogo de Rondônia, contou que, com o curso, espera ampliar o conhecimento sobre as características do fogo, “como descobrir a cabeça (o início), observando os flancos e a retaguarda do fogo”.



O analista ambiental e coordenador do Prevfogo no Piauí, Judeni Souza, destacou que laudo pericial pode servir tanto administrativa quanto criminalmente. O gestor do Parque Estadual das Carnaúbas (CE), João Rafael Silva, emenda que, desta forma, será possível criminalizar e responsabilizar os autores dos incêndios.



A coordenadora do Prevfogo em Pernambuco, Ana Virginia de Melo, uma das instrutoras, afirma que os peritos formados no curso poderão atuar em todo o Brasil.


Fonte: Portal MMA

 

 

Comentários (0)

Escreva um comentário





Comentários


Mais Notícias

54% dos municípios têm plano de resíduos sólidos Leia Mais!
Anteprojeto sobre químicos em debate Leia Mais!
Ministro anuncia investimentos para Parque do Pau Brasil Leia Mais!
Especialistas debatem gerenciamento costeiro Leia Mais!
Brasil e Argentina firmam cooperação para segurança química Leia Mais!
Encontro discute regiões hidrográficas do Sul Leia Mais!
Aprovada resolução para manejo de fauna silvestre e exótica Leia Mais!
Ação brasileira contribui para combate à mudança do clima Leia Mais!
Mais recursos para revitalizar a região do Velho Chico Leia Mais!
Operação resgata 118,5 mil peixes de lagoas ameaçadas Leia Mais!
R$ 228 milhões para expandir energias renováveis Leia Mais!